"Não há santidade sem luta", J.C Ryle

Escrevi esse post ouvindo Olhando Pra Sua Cruz, do João Manô.

Novamente inspirado pelas resoluções do meu estimado Jonathan Edwards, decidi que no final de cada dia irei refletir sobre minhas ações e pensamentos, afim de glorificar mais a Deus e crescer espiritualmente.

Nos últimos dias meu coração tem andado inquieto sobre o assunto salvação. Em algum momento me vi angustiado sobre a doutrina da eleição, de maneira tal, que roguei ao Senhor que se eu ainda não houvesse sido salvo, que Ele em Sua misericórdia me salvasse. Em meio a pecados, tenho clamado ao Senhor de dia e de noite rogando pela Sua presença graciosa, pois Sua Luz ofusca toda a escuridão ao redor, dando-me força à combater o mau que me assola.

Percebi que havia um pouco vaidade nisso.Eliminei-a rapidamente. Após ter minha mente vários dias pairando sobre este assunto, concluí que viverei uma vida voltada para exaltar o meu Criador ainda que Ele me lance no mais profundo abismo. Ah! Que o Cristo seja glorificado em cada fôlego de cada criatura, ainda que não recebam nada em troca. Ele é digno de receber toda honra e todo louvor de Sua criação.

Mas em ti confiei, ó SENHOR, e proclamei: “Tu és o meu Deus!” Os meus dias estão em tuas mãos; (Salmos 31-14,15).
Tenho lutado em oração sobre a santidade. J.C Ryle escreve: “Não há santidade sem luta” – e de fato é verdade. “Não há santidade sem luta” – e se há luta, precisa haver força, e a minha força é o Senhor (Salmos 28:7). Lembro-me das palavras do nosso querido Tiago, dizendo: “Sujeitai-vos, pois, a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós.” (Tiago 4:7).

Hoje observei um alto nível de ansiedade e estresse, que vem se transformando em ira e impaciência em meu próprio lar. Manterei o amor de Cristo acima dessas coisas e agirei como Cristo agiria. Colocarei minhas dores e problemas diante do Trono da Graça a noite, durante minhas orações noturnas.

Hoje dei continuidade aos meus estudos no livro de Efésios, e o Senhor abriu meus olhos quanto a santidade enquanto lia o final do capítulo 4 e todo capítulo 5.

Criei uma pequena lista de coisas que acredito ser o dever de todo cristão em sua rotina:

  • Manter diariamente os estudos das Escrituras. (Josué 1:8),
  • Orar todos os dias. (1 Tessalonicenses 5:17),
  • Fazer tudo para a glória de Deus. (1 Coríntios 10:31),
  • Ensinar à outros tudo o que foi lido e aprendido.

Medita estas coisas; ocupa-te nelas, para que o teu aproveitamento seja manifesto a todos. (1 Timóteo 4:15)

05 setembro 2019, noite.